Anderson finalmente desabafa sobre sua passagem no Internacional

GRÊMIO


No início da temporada de 2015, o Internacional fechou uma contratação que gerou bastante polêmica nos bastidores. O atacante Anderson, que foi formado nas categorias de base do Grêmio, desembarcou em Porto Alegre e começou a escrever sua história com a camisa alvirrubra. No entanto, a passagem não aconteceu como o esperado.

Anderson defendeu as cores do Colorado até o final de 2017, quando o clube foi rebaixado para a Série B pela primeira vez em sua história. Por conta disso, o atacante não deixou saudades nos torcedores do Internacional. Em seguida, ele ainda rodou pelo Coritiba e Adama Demirspor, da Turquia, antes da aposentadoria.

Aliado a isso, nesta quarta-feira (31), o Globo Esporte publicou uma longa entrevista para relembrar a carreira do ex-jogador. O atacante aproveitou a oportunidade para desabafar sobre sua passagem no Beira-Rio, relembrando todas as dificuldades por ter trabalhado com seis técnicos diferentes e por não ter tido uma sequência na equipe.

“No Brasil, às vezes é complicado. Eu saí do Inter como o jogador com mais assistências no clube. Nunca tive uma sequência boa de jogos que me deram. E em um ano eu tive seis treinadores. É loucura. Como um jogador vai ter seis treinadores em um ano? É impossível”, salientou Anderson, que atuou em 86 partidas pelo Inter, com seis gols e cinco assistências.

Anderson não brilhou pelo Internacional

O atacante Anderson fez história durante a sua primeira passagem com a camisa do Grêmio. O atleta chamou a atenção de diversos clubes do futebol europeu e foi vendido ao Porto, de Portugal, por 8 milhões de euros. Em seguida, foi transferido ao Manchester United, da Inglaterra, por 31,5 milhões de euros. No entanto, ele não teve sucesso na Premier League.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *