Clubes portugueses querem entrar na SuperligaJogada 10

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


A Superliga Europeia segue dando o que falar no Velho Continente. Se, antes, alguns clubes desistiram do projeto, agora, com o sinal verde da União Europeia, as agremiações enxergam a investida com outros olhos. É o que acontece com os gigantes portugueses, de acordo com o presidente do Barcelona, Joan Laporta. Holandeses, franceses e belgas também vão engordar o bloco, segundo o dirigente catalão.

“Barcelona, Real Madrid, Inter, Milan, Napoli e Roma estão de acordo. Depois, há o Olympique de Marselha, na França. Benfica, Sporting, Porto, Ajax, Feyenoord, PSV, Brugge e Anderlecht gostariam de entrar. São 16 ou 18 clubes”, enumerou Laporta.

Porto, Benfica e Sporting estão de olho na Superliga Europeia – Foto: Patricia de Melo Moreira/ AFP via Getty Images

Só os ingleses que, por ora, não se mostram muito interessados nesta novidade. No entanto, Laporta tem a receita ideal para convencê-los.

“Se não tiver início em 2024/2025, será em 2025/2026. Não me incomoda que não venham os ingleses. É só fazet uma proposta para um clube participar e lhe dizer que vai ganhar 100 milhões de euros (R$ 536,1 milhões), um valor que não ganharia mesmo conquistando a Liga dos Campeões”, indicou.

Entenda a Superliga

Em 2021, Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Tottenham, Atlético de Madrid, Barcelona, Real Madrid, Milan, Inter de Milão e Juventus se uniram na criação de uma Superliga Europeia. Estes 12 clubes fizeram aquele movimento em razão de discordâncias a respeito do formato e de receitas da Champions League.

Entretanto, as instâncias superiores das maiores entidades esportivas sufocaram o projeto. Em seguida, a maioria dos clubes recuou. Apenas Real Madrid, Juventus e Barcelona sustentaram a defesa de um novo torneio disputado neste “G-12” (agora, com o apoio explícito do Napoli).

Por outro lado, para evitar suspensão da Uefa, a Superliga entrou na Justiça por seus interesses. Aliás, a entidade ameaçou processar os “desertores”, mas acabou retrocedendo. Recentemente, então, um tribunal da União Europeia sentenciou a favor da legalidade da Superliga.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Mais de Futebol Internacional





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *