Na coletiva, Renato celebra a classificação do Grêmio no Gauchão: “Chegamos em mais uma decisão”

GRÊMIO


Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O Grêmio está próximo do heptacampeonato do Gauchão. Na noite desta terça-feira (26), o Tricolor, mesmo com um a menos, conseguiu vencer o Caxias por 3 a 2, com gols de Diego Costa (2x) e Cristaldo, e confirmou a classificação para as finais contra o Juventude. Vitor Feijão e Tomás Bastos marcaram para o clube grená.

Após o confronto na Arena, o técnico Renato Portaluppi comentou na coletiva sobre o resultado e a vaga na fase final do Estadual.

“Nosso primeiro tempo foi muito bom, disse para meu grupo esquecer a vantagem que tínhamos e que precisávamos matar o jogo no primeiro tempo. Foi o que fizemos”, iniciou. “O mais importante de tudo foi conseguir nosso objetivo, poderia ter sido mais fácil, mas se tornou difícil pela expulsão. Chegamos em mais uma decisão, agora é descansar e se preparar para enfrentar o Juventude”, completou.

Em seguida, tratou de elogiar o adversário Juventude, de Roger Machado, ao ser questionado sobre o favoritismo do Grêmio na próxima fase. “Em primeiro lugar, os méritos do meu clube e do Juventude, por estarem na final. Meu clube está em mais uma final, se alguém pode ganhar é o Grêmio ou o Juventude. O resto liga a TV e assiste a gente”.

Ainda durante a coletiva, o treinador revelou que o lateral-esquerdo Mayk, expulso no fim do primeiro tempo, terá de pagar uma multa de R$ 20 mil para a caixinha do vestiário gremista por quase ter mandado a classificação do Grêmio por água abaixo. “Não expondo meu grupo, estou falando do Mayk porque ele teve um erro infantil. Não fica por isso mesmo aqui, jogador aprende quando dói no bolso. Ele pode ficar tranquilo que é descontado diretamente da folha no fim do mês”, contou.

Por fim, elogiou Diego Costa, um dos principais nomes do elenco no início da temporada, que já marcou cinco gols em quatro partidas disputadas até então. “O Diego está aqui fazendo gols, está sendo bem pago por isso. Falei pra ele chegar aqui, trabalhar e ter tranquilidade, os gols estão saindo”, brincou.

Agora, o Tricolor terá pela frente uma maratona intensa de jogos que antecedem a estreia no Brasileirão. Ao todo, serão cinco jogos, envolvendo as duas finais do Gauchão, outros dois válidos pela fase de grupos da Libertadores e a estreia no campeonato nacional contra o Vasco, no dia 14 de abril.

* Por supervisão de: Marjana Vargas