troca no gol antes de decisão não é novidade para Renato

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Resta pouco até a primeira partida da final do Gauchão entre no próximo sábado à tarde, no Alfredo Jaconi. Até lá está previsto mais um treino fechado. Será nesta atividade que Renato Portaluppi irá confirmar a manutenção de Caíque na meta do Grêmio ou se devolverá o posto a Marchesín. Se resolver por mudar o goleiro, não será a primeira vez que o treinador tomará essa atitude às vésperas de uma decisão de campeonato.

No atípico ano de 2020 quando os estádios não podiam receber público, o Grêmio chegou mais uma vez à final da Copa do Brasil. Em todos os jogos da campanha, contra Juventude, Cuiabá e São Paulo, o titular do gol gremista foi Vanderlei, goleiro trazido do Santos no início daquela temporada.

Pois para surpresa de todos, já no início de 2021 quando o torneio foi então decidido, pois a pandemia do coronavírus empurrou o calendário para o ano seguinte, Renato mudou o goleiro. Nas duas partidas da final perdida para o Palmeiras, Paulo Victor foi o titular, tanto na ida na Arena, quanto na volta no Allianz Parque. Vanderlei foi parar o banco de reservas e logo depois transferiu-se para o Vasco.

À época, a decisão pegou a todos de surpresa. Pois agora, três anos depois, um cenário parecido se repete. Caíque tem sido alvo de críticas pelas atuações dos últimos jogos, o que, em tese, abre brecha para o argentino. Porém, antes de sair da equipe lesionado, Marchesín não se firmou de forma absoluta embaixo das traves.

Na terça-feira, o camisa 1 sequer foi relacionado contra o Caxias. O clube não informou qualquer notícia de problema. Ele tem 7 jogos no Gauchão contra 6 do companheiro. Gabriel Grando foi aproveitado apenas contra o Guarany de Bagé.


Veja Também





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *