Grêmio empata com Juventude no Jaconi e decidirá título do Gauchão na Arena | WH3 – Sistema 103 – Rádio Raio de Luz – Rádio Lider

GRÊMIO


Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA 

O campeão do Gauchão 2024 será decidido em Porto Alegre. O primeiro jogo entre Grêmio e Juventude pelas finais do Estadual terminou empatado em 0 a 0 neste sábado (30). Mesmo com o placar zerado, o jogo foi movimentado no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. 

Empurrado por seu torcedor, o time da casa foi mais enérgico. Mas a equipe de Renato Portaluppi soube ser estratégica e segurou o resultado que levará a decisão para a Arena no próximo sábado (6), também às 16h30min. Quem vencer na semana que vem, comemorará o título. Em caso de novo empate, o título será definido nos pênaltis.

As ausências de Reinaldo e Mayk forçaram Renato a buscar uma alternativa no grupo para a lateral esquerda. Fabio, que jogou improvisado na função em seus tempos de Manchester United, foi o escolhido para a vaga. Roger também teve problemas em sua linha defensiva. Danilo Boza, que sentiu lesão muscular contra o Inter, foi substituído por Rodrigo Sam.  

O início do jogo teve o controle do Juventude. Empurrados pela festa que sua torcida fazia nas arquibancadas, os donos da casa ameaçaram o gol de Caíque em combinações em velocidade. As duas primeiras finalizações foram de Lucas Barbosa. Uma em troca de passes que envolveu todos os jogadores de ataque do Ju e acertou a cabeça de Villasanti, aos sete minutos. No minuto seguinte, o chute do atacante chegou ao gol, mas Caíque fez a defesa usando o pé e Rodrigo Ely apareceu para afastar a bola pela linha de fundo.

Incomodado com a falta de atenção de seus jogadores, Renato se irritava a cada erro. Com o Grêmio envolvido pelo adversário, restava buscar Gustavinho e Pavon em lançamentos. As broncas só começaram a surtir o efeito desejado na parte final da primeira etapa, o que também coincidiu com a lesão de Edson Carioca e a entrada de Rildo no Juventude. 

A primeira resposta mais forte do Grêmio saiu do pé esquerdo de Pavon, aos 41. Mas a bola quicou na frente de Gabriel e saiu pela linha de fundo. Depois, o argentino quase marcou em grande lance individual. Foi quando Villasanti desarmou o adversário e puxou contra-ataque. A bola chegou ao pé de Pavon, que deu uma caneta em Alan Ruschel, mas o chute de pé esquerdo saiu mais forte do que o planejado e passou ao lado do gol de Gabriel.

Uma lambança aos 45 minutos da defesa gremista ofereceu ao Juventude a melhor chance do primeiro tempo. Caíque fez o passe para Rodrigo Ely, que não viu. Rildo roubou a bola, invadiu a área e bateu de pé esquerdo. O goleiro gremista salvou e ficou batendo boca com o companheiro sobre a falha.

Juventude mantém pressão, mas sem gols

Sem trocas nas duas equipes, a segunda etapa iniciou com chance para o Juventude. Rildo arriscou de fora da área e Caique espalmou a bola para escanteio antes do cronômetro do árbitro Anderson Daronco completar o primeiro minuto. Gilberto também forçou outra defesa do goleiro gremista na sequência. 

Cristaldo, em cobrança de falta aos 12 min, respondeu para o Grêmio. Gabriel fez a defesa sem muitas dificuldades no meio do gol. Mas foi no quesito faltas que o jogo passou a ficar mais movimentado. Jadson, do Ju, abriu os trabalhos. E em um curto intervalo, Fabio, Kannemann e João Pedro foram amarelados por entradas mais duras.

Renato resolveu mexer no Grêmio. Preocupado com o volume de jogo do adversário, o técnico mandou a campo Dodi e Du Queiroz nos lugares de Cristaldo e Pepê. 

A torcida da casa cantava alto tentando transmitir energia para seus jogadores. Roger Machado tentou aproveitar o momento e colocou o Juventude com mais força ofensiva. Nenê e Erick Farias foram chamados faltando 15 minutos para o fim do jogo. Saíram Jean Carlos e Gilberto. 

Renato respondeu com Soteldo na vaga de Pavon. Aos 40 minutos, Nathan Fernandes e J.P Galvão entraram nos lugares de Gustavo Nunes e Diego Costa. Depois, Kleiton ingressou e Lucas Barbosa saiu no Ju.
As trocas, no entanto, não mudaram o resultado. O primeiro capítulo da decisão terminou sem gols, apesar da pressão final da equipe da Serra. O resultado deixa tudo em aberto para que apenas na próxima semana se apresente ao Rio Grande do Sul o campeão do Estado. 

Antes, o Grêmio encara a altitude de La Paz na próxima terça, em estreia na Libertadores contra o The Strongest. O Juventude aproveitará os dias sem outros compromissos para descansar e treinar antes de voltar a campo na Arena e decidir o Estadual na casa gremista.

PRÓXIMO JOGO
TERÇA-FEIRA, 2/4 – 21H (DE BRASÍLIA)
THE STRONGEST X GRÊMIO
ESTÁDIO HERNANDO SILES – LIBERTADORES (FASE DE GRUPOS)





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *