Para Pedro Ernesto, Renato “foi melhor” que Roger no primeiro jogo da final do Gauchão

GRÊMIO





Na avaliação do narrador Pedro Ernesto Denardin, o técnico Renato Portaluppi superou o rival Roger Machado na estratégia do primeiro jogo entre Juventude e Grêmio na final do Gauchão – os dois times ficaram no 0x0 neste sábado no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. As equipes se reencontram no sábado que vem, dia 6, às 16h30, na Arena, em Porto Alegre.

“Fui ao Alfredo Jaconi e esperava uma grande partida neste sábado (30). Não vi. Pelo contrário, o jogo teve um festival de faltas. Os dois times só marcaram. Renato deixou claro que pretendia levar a decisão para a Arena. Não queria perder e achava muito bom um empate. E conseguiu. Já Roger Machado buscou o ataque, mas foi parado pelo Grêmio”, escreveu Pedro, em sua coluna no site GZH.

“Renato foi melhor do que Roger e trouxe para Porto Alegre um resultado que interessa muito para o Grêmio. O treinador gremista conseguiu anular a força ofensiva do Juventude. O time do Roger só tem arremates de longe. Todas as facilidades que o time da Serra teve com o Inter, na fase anterior, não apareceram na final até aqui”, ampliou o narrador da Rádio Gaúcha.

Renato preservará time

Enquanto o Juventude terá a semana livre para treinar pensando na decisão de sábado, o Grêmio viajará para a Bolívia para a estreia na Libertadores, terça, 21h, diante do The Strongest, na altitude de La Paz. O técnico Renato Portaluppi, porém, já adiantou que não usará a sua força máxima.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DO GRÊMIO:












Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *