Na estreia do Grêmio na Libertadores, Conmebol relembra feito de Renato como jogador e treinador – Surgiu

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


No dia de sua estreia na Libertadores, o técnico do Grêmio, Renato Portaluppi, único brasileiro campeão da Libertadores como técnico e jogador de futebol, teve seu feito mais uma vez lembrado pela Conmebol. “Único brasileiro campeão como jogador e técnico. Renato Portaluppi, bem-vindo de volta à CONMEBOL Libertadores “, dizia um post da entidade nesta terça-feira.

Em 2017, após a conquista da Libertadores contra o Lanús, Renato entrou para o seleto grupo que conquistou a Copa no campo e também na casamata.

Foto: Lucas Uebel/Gremio FBPA

Confira os outros detentores desta façanha:

Humberto Maschio

Conquistou a Libertadores de 1967 jogando pelo Racing de Avellaneda. Voltou a vencer a competição, desta vez como técnico, em menos de seis anos, comandando o rival Independiente em 1973.

Roberto Ferreiro

Depois de Maschio, foi a vez de Roberto Ferreiro entrar para este time. Defendendo as cores do Independiente, venceu os torneios de 1964 e 1965. Nove depois, também pelo Independiente, assumiu o comando do “Rei de Copas” e garantiu o tricampeonato consecutivo do clube.

Luis Cubilla

Também atingiu o feito na década de 1970. Detentor de cinco taças ao todo, como jogador, levou duas vezes a taça com o Peñarol (1960 e 1961) e outra com o Nacional (1971). Já como treinador, Cubilla conduziu o Olimpia a duas voltas olímpicas na Libertadores (1979 e 1990).

Juan Martín Mujica

Ídolo do Nacional tem uma conquista em cada função: em 1971 e em 1980, como jogador e treinador, respectivamente.

José Omar Pastoriza

Outro ídolo do Independiente, fez parte da conquista 1972. Em 1984, como técnico, conquistou mais uma Copa para o time de Avellaneda

Nery Pumpido

Foi um dos goleiros mais históricos da Argentina. Foi campeão com o River Plate no mesmo ano em que foi campeão do Mundo pela Argentina. Entrou para o grupo seleto após levar o Olimpia ao tricampeonato em 2002.

Marcelo Gallardo

Pouco antes de Renato, Marcelo Gallardo, entrou para o restrito grupo de campeões em campo e na casa-mata. E assim como Renato, fez história pelo mesmo clube. Gallardo conquistou a primeira Libertadores em 1996, como jogador. Quase 20 anos depois, em 2015 tirou o River Plate da fila. Em 2018 voltou a repetir o feito.





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *