o rei das copas, Grêmio, está de volta em uma chave chata

GRÊMIO


Depois de três anos, o Grêmio voltou à Libertadores. Tricampeão, o Tricolor Gaúcho busca a quarta conquista. Para isso, terá que passar por um Grupo C em que é favorito, mas deve ter dificuldades principalmente pela tradição do Estudiantes e pela altitude de La Paz, onde joga o The Strongest. Atual campeão chileno, o Huachipato completa a chave.

Confira a situação de cada clube que pertence ao Grupo C no guia especial da Trivela sobre a Libertadores.

Grupo B: Grêmio, Estudiantes, The Strongest e Huachipato

Grêmio

Grêmio na Libertadores

  • Participações: 21
  • Títulos: 3
  • Última participação: 2021 (fase prévia)
  • Melhor participação: campeão (1983, 1995 e 2017)

Tricampeão e historicamente obcecado pela Libertadores, o Grêmio volta a disputar a principal competição do continente após três anos, que contaram com rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Após o retorno à elite, o Tricolor Gaúcho foi vice-campeão nacional em 2023, muito por conta de Luis Suárez, que deixou o clube rumo ao Inter Miami. Para seu lugar, a direção gremista contratou Diego Costa, e o ataque também recebeu os acréscimos de Pavón e Soteldo. O que ainda preocupa é a defesa, quarta pior do último Brasileirão, que conta com goleiros inconfiáveis e uma zaga veterana. A expectativa é que a estrela de Renato Portaluppi, único futebolista brasileiro campeão do torneio como jogador e treinador, volte a brilhar.

Estudiantes

Estudiantes na Libertadores

  • Participações: 16
  • Títulos: 4
  • Última participação: 2022 (quartas de final)
  • Melhor participação: campeão (1968, 1969, 1970 e 2009)

Quem também tem muita tradição na Libertadores é o Estudiantes. Tricampeão consecutivo de 1968 a 1970, a equipe de La Plata voltou a conquistar o torneio em 2009, com Juan Sebastián Verón como protagonista do título sobre o Cruzeiro, no Mineirão. Atualmente, o ex-jogador é presidente do clube, cuja última participação na principal continental foi em 2022, quando foi eliminado nas oitavas de final para o Athletico-PR, que seria vice-campeão. Los Pincharratas se classificaram para a atual edição ao conquistarem a Copa da Argentina de 2023. Neste início de temporada, o time comandado por Eduardo Domínguez está na 3ª colocação de seu grupo na Copa da Liga da Argentina, com 18 pontos em 10 jogos.

The Strongest

The Strongest na Libertadores

  • Participações: 29
  • Títulos: 0
  • Última participação: 2021 (fase prévia)
  • Melhor participação: oitavas de final (1990, 1994, 2014 e 2017)

Com a altitude de 3.600 m de La Paz a seu favor, o The Strongest é o clube do Grupo B com mais participações em Libertadores. Em casa, a última derrota para um time brasileiro, na competição, foi há 11 anos: 2 a 1 para o Atlético-MG. De lá para cá, foram oito partidas, com seis vitórias dos bolivianos e dois empates. Atual campeão nacional, o time comandado pelo argentino Pablo Hernán Lavallén tem um início de temporada oscilante no campeonato local. Em seis jogos, somou três vitórias, um empate e duas derrotas.

Huachipato

Huachipato na Libertadores

  • Participações: 2
  • Títulos: 0
  • Última participação: 2013 (fase de grupos)
  • Melhor participação: fase de grupos (1975 e 2013)

A história do Huachipato na Libertadores é curta, mas o suficiente para ter dificultado a vida do Grêmio em 2013, em sua segunda e última participação. Na fase de grupos daquele ano, os chilenos venceram o Tricolor Gaúcho em Porto Alegre e empataram em casa, mas não conseguiram avançar de fase. Campeão nacional pela primeira vez em 2023, Los Acereros são comandados pelo argentino Javier Sanguinetti, que não venceu as três primeiras partidas pelo clube, mas vem de duas vitórias consecutivas.



Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *