Renato minimiza derrota do Grêmio na Libertadores e defende estratégia

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Apesar da Copa Libertadores ser assumidamente o principal objetivo do Grêmio na temporada, a derrota para o The Strongest, nesta terça-feira (2), pela primeira rodada do Grupo C, não preocupa o técnico Renato Portaluppi.

Após o jogo, em La Paz, na Bolívia, o comandante gremista minimizou a derrota e defendeu sua estratégia em não levar o time titular para a altitude visando a final do Campeonato Gaúcho.

“Quanto à altitude, é difícil. Eles venceram por 2 a 0 em falhas nossas. Sabíamos das dificuldades. É muito difícil. Quanto a trazer jogadores, sou pago para pensar. Tenho uma decisão e na Libertadores tenho mais cinco jogos. Se eu machuco um titular, como fico?”, argumentou Renato.

“Sou pago para pensar, faria tudo de novo. Deixei lá a equipe descansando, daqui três, quatro dias temos a decisão de um título. Se hoje tivéssemos saído com empate ou vitória, estaria todo mundo batendo palma”, finalizou o treinador.

Mesmo com as explicações sobre a altitude, o treinador ainda evitou colocar toda a responsabilidade da derrota nos 3.600 metros de La Paz.

“Não é uma desculpa, mas atuar aqui é muito complicado. Quando o adversário descer irá encontrar dificuldades também”, destacou.

No próximo sábado (6), o Tricolor recebe o Juventude, na Arena, em Porto Alegre, pelo jogo de volta da decisão do estadual.

Participe dos canais da Itatiaia Esporte:





Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *